Seja Bem Vindo (a) ao
Portal de Notícias de Cedro PE. Hoje é
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------PORTAL na web Fan page on Facebook Youtube Channel Inscreve-se

PT pede a retirada de vídeo de Lula pedindo votos em Marina Silva do Youtube





O presidente do PT, Rui Falcão, anunciou, nesta quinta-feira, medidas judiciais e administrativas para retirar do ar um vídeo em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece declarando apoio à candidata do PSB à Presidência, Marina Silva. A gravação divulgada na internet é uma montagem com base em um depoimento em que Lula pede votos para a deputada federal Marina Santanna, candidata do PT ao Senado em Goiás.


O vídeo fraudado traz o logo oficial da campanha de Marina Silva ao Palácio do Planalto e o sobrenome da candidata petista ao Senado é suprimido, dando a entender que o ex-presidente estaria pedindo apoio à adversária da presidente Dilma Rousseff na corrida presidencial. 


– Temos uma candidata ao Senado, a deputada federal Marina Santanna, que recebeu, como é natural, uma gravação de apoio do presidente Lula. É uma montagem fraudada, que suprime o sobrenome (da candidata petista) e coloca apenas o presidente Lula apoiando Marina, como se fosse a candidata do PSB – explicou Falcão, que não atribuiu a autoria do vídeo ao PSB ou a Marina Silva.


De acordo com ele, já foi enviado um pedido administrativo ao Google para retirar a peça do Youtube. Será encaminhada ainda à Justiça Eleitoral uma representação por propaganda eleitoral irregular que, de acordo com Falcão, "pode induzir o eleitor a erro". Também será pedido ao Ministério Público Eleitoral a instauração de um inquérito criminal para apurar as práticas de "falsidade ideológica de cunho eleitoral" e para identificar os responsáveis. 


O presidente do PT ainda disse que a coligação vai entrar com uma ação cível para retirar o vídeo do ar.

– Ele viola o direito autoral e o direito de imagem (de Lula). Continuaremos na nossa linha de, nas nossas redes sociais, não nos valermos de fraudes e adulteração – declarou o petista.O coordenador jurídico da campanha de Dilma, Flávio Caetano, classificou a gravação modificada de "absolutamente fraudulenta e criminosa". Por último, Falcão disse que o PT não estuda pedir investigação sobre a origem dos recursos para a compra do jatinho usado pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo na semana retrasada em Santos (SP).

Zero Hora

Imprimir

Dilma ataca diretamente Aécio e faz críticas veladas a Marina

 O candidato à Presidência da República pelo PSDB Aécio Neves, participa de encontro com operários da construção civil, nesta quinta-feira (28/08), em São Paulo

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, criticou nesta quinta-feira, em café da manhã com trabalhadores, as duas principais adversárias na corrida pelo Planalto, Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB). Embora não tenha citado Marina nominalmente, o tucano afirmou, em clara referência a ela: "Quem diz que vai fazer tudo sozinho está enganando os outros. E quem acredita está se enganando". 

A artilharia pesada, contudo, foi direcionada a Dilma. Aécio fez repetidas referências ao episódio de Dona Nalvinha, a sertaneja que recebeu dentes antes de aparecer na propaganda eleitoral ao lado da presidente-candidata. "O Brasil precisa voltar a sorrir de verdade, sem precisar colocar dentes na última hora, para ter esperança em relação ao futuro", disse.

Terceiro colocado na preferência do eleitorado, segundo pesquisa Ibope divulgada na terça-feira, Aécio tem adotado a estratégia de atacar tanto Dilma quanto Marina. Durante o encontro desta quinta, com operários da construção civil, afirmou, sobre a candidata do PSB, que "não entende direito em qual direção ela quer levar o Brasil".  Ao falar de projetos para os trabalhadores, Aécio prometeu, se eleito, garantir uma correção anual da tabela do Imposto de Renda e aumento real do salário mínimo. E aproveitou para divulgar uma de suas promessas de campanha, oferecer uma bolsa no valor de um salário mínimo para jovens e adultos que voltarem a estudar. Aécio aproveitou o contexto e deu mais uma alfinetada em Dilma: “Isso não é dar um dente. Isso é dar dignidade”, afirmou. 

O presidenciável ainda destacou que possui um "time" de políticos que o apoiam nos governos estaduais, Câmara e Senado. Ele estava ao lado do governador paulista Geraldo Alckmin, 50% de intenções de voto - e com quem Marina já disse que não dividirá palanque.

O candidato tomou café da manhã com cerca de 300 trabalhadores em um canteiro de obras na Zona Oeste da capital paulista. Ele estava também acompanhado do ex-governador José Serra, que disputa o Senado, posou para fotos e foi carregado nos ombros pelos operários.

G1

 

Imprimir

Três jovens são presos acusados de estuprar garota e divulgar imagem no WhatsApp

 

Três jovens de classe média alta foram presos nesta quinta-feira, em Timbaúba, na Zona da Mata de Pernambuco, em cumprimento a mandados de prisão sob a acusação de estupro contra uma jovem de 22 anos. O ato foi praticado em maio deste ano, em um motel da cidade, quando a vítima alegou à polícia estar inconsciente, uma vez que havia ingerido bastante bebida alcoólica. Na ocasião, ela foi fotografada semi-nua e teve a imagem compartilhada pelo suspeitos através do Whatsapp.

Joaquim Francisco de Melo Cavalcanti, conhecido por “Quinca”, de 20 anos, e Paulo José Carlos de Mendonça Filho, chamado de “Paulinho”, de 19, foram presos por volta das 7h nas suas respectivas residências. Já Ivson Henrique Bernardo de Meneses, 18, foi detido no estabelecimento comercial pertencente ao seu pai, um importante comerciante da região. “Todos são filhos de famílias tradicionais da cidade”, disse o delegado Hilton Lira, que comandou as prisões. As investigações foram iniciadas em maio. Os mandados foram expedidos pelo Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Timbaúba, mediante representação do Promotor de Justiça local.

Em depoimento à polícia, os jovens confessaram ter divulgados as fotos, mas se defenderam da acusação de estupro. “Eles disseram que estavam bebendo com ela e alegaram que praticaram o ato sexual com o consentimento da garota”, explicou o delegado. “Já a jovem disse ter perdido a consciência, afirmando que só foi saber que tinha sido estuprada no outro dia”, completou. Segundo a polícia, o fato tomou grande repercussão na comunidade, visto que os envolvidos, acusados e vítima, são pessoas da alta sociedade timbaubense.

Dos detidos, Joaquim e Paulo foram recolhidos para a cadeia pública local, enquanto Ivson está à disposição da Vara da Infância e da Juventude, aguardando o destino. Na época do crime, Ivson tinha 17 anos, por isso deve ser encaminhado à Funase. Os demais respondem pelo crime de estupro de vulnerável e corrupção de menor. Caso sejam condenados, Joaquim e Paulo podem pegar penas de até 15 anos de prisão.

Folha PE

Imprimir

Proposta orçamentária prevê salário mínimo de R$ 788,06 para 2015


A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2015, resultando num reajuste de 8,8%. O anúncio foi feito nesta quinta (28) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ministra antecipou que o texto prioriza investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura.

A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas.

Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.


Imprimir

Cultura Nordestina é destacada na VII Feira de Arte e Cultura da Escola José Inácio Leite


A VII Feira de Arte e Cultura da Escola Municipal José Inácio Leite em Cedro, foi concretizada nesta manhã de quinta-feira (28), na referida escola. Com o tema Viajando na Cultura Nordestina, a instituição oportunizou enriquecimento intelectual dos participantes, entretenimento e conhecimento à disposição da comunidade, por meio de apresentações culturais e exposição dos elementos culturais do nordeste brasileiro.

Fizeram parte da mesa, a diretora geral, Irismar Tavares, a diretora adjunta, Selma Leite, a coordenadora do alfabetizar com sucesso, Elenilda do Nascimento, a coordenadora do Mais Educação, Ledvan Miranda e a vereadora Anízia Matias.


Nas danças populares, alunos do Programa Mais Educação trouxeram o frevo, forró e xaxado e alunas do 5º ano mostraram o jeito de brincar na roda de versos. Por meio de parceria, a instituição contou ainda com apresentações dos jovens da Associação de Capoeira Filhos do Sol, Flash Mobi do Grupo de Oração Filhos do Céu e o grupo Start Dance.

Cinco salas abertas ao público reuniu as principais tradições e costumes da cultura nordestina. 

 

O 1º e 2º ano mostrou parlendas, receitas medicinais, cantigas de roda, trava línguas e adivinhações. 
 
 

Frases de para-choque de caminhão, lendas folclóricas, provérbios e ditos populares foram expostos pelo discentes do 3º e 4º ano.

 

 A turma do 5º e 6º ano assumiu o artesanato, difundindo a arte em tecido e material reciclado. 


Pratos típicos da culinária como o baião de dois, feijão com farinha e milho cozido, foram destacados pelos jovens do 7º, 8º ano e 8ª série.

 

E por fim, as tradições folclóricas como festas religiosas, vaquejadas, entre outras, foram exibidas pela turma da 1ª a 4ª fase (EJA).

O contínuo processo de estudo, pesquisa, trabalho e interação dos alunos e seus professores renderam resultados satisfatórios.

 

“Nós percebemos que a aprendizagem aconteceu em grande escala, de acordo com a faixa etária e percepção de cada um. O importante é o conhecimento e a valorização de nossa cultura, que se revigora com a nossa clientela em sala, nossos futuros cidadãos”, pontuou a professora do 6º ano, Josenilda Januário.

Os estudantes assumiram o papel de pôr em prática o que aprenderam. Aos trajes típicos da mulher do campo, ao lado do fogão à lenha e utensílios de barro, a estudante Eduarda Bringel, 14, descreve a sua experiência.

“Estamos resgatando uma riqueza que está sendo esquecida com o passar do tempo. Muitas coisas ainda fazem parte de nosso cotidiano, outras não. Como exemplo, eu não vivenciei esta época do cuscuzeiro de barro, do candeeiro.  Fiquei muito feliz pelas experiências novas neste cenário bonito que não pode morrer. Por isso é interessante preservar valores, costumes, a nossa raiz. Estudei sobre a origem das comidas, objetos, enfim, me senti útil para compartilhar o meu conhecimento com os meus colegas e visitantes. Foi ótimo”, disse Eduarda.
   
A Feira foi encerrada às 12h e recebeu a visita de alunos das demais escolas do município, professores, coordenadores e a comunidade em geral.


Imprimir

Em novo áudio, madrasta ameaça Bernardo: "Tu não sabe do que eu sou capaz"

 

A perícia realizada no celular de Leandro Boldrini, pai do garoto Bernardo, revelou um vídeo que mostra uma briga entre o pai, a madrasta e a criança. O vídeo foi conseguido pela RBS TV. Em um dos trechos, Bernardo aparece gritando e pedindo socorro e diz: Vocês me agrediram, tu (Graciele) me agrediu. A madrasta responde e ameaça o garoto: "Eu vou agredir mais, eu não fiz nada em ti...Tu não sabe do que eu sou capaz."

O pai do garoto não aparece em muitos trechos mas diz que ninguém merece ser xingado, antes de Graciele afirmar: "Eu não tenho nada a perder. Tu não sabe do que eu sou capaz. Eu prefiro apodrecer na cadeia a viver nesta casa contigo incomodando." Graciele ainda finaliza: "É, vamos ver quem vai para baixo da terra primeiro".

A primeira audiência do caso aconteceu nesta terça-feira em Três Passos, a sessão durou 11 horas e quatro testemunhas foram ouvidas. Dos quatro réus, apenas a assistente social Edelvânia Wirganovicz e seu irmão, Evandro Wirganovicz, vão comparecer. O pai, Leandro Boldrini, e a madrasta, Graciele Ugulini, pediram para não participar.

O corpo do garoto de 11 anos foi encontrado no dia 14 de abril, dez dias após desaparecer, enterrado em uma mata na cidade de Frederico Westphalen, que fica a 80 quilômetros de Três Passos, onde a família reside.

Desde o dia em que o corpo de Bernardo foi descoberto, o pai, a madrasta e uma amiga dela - a assistente social Edelvânia Wirganovicz, que teria ajudado a ocultar o corpo - estão presos. A última vez em que Bernardo foi visto, no dia 4 de abril, ele estava no carro da madrasta.

O laudo da perícia confirmou que substâncias do sedativo Midazolam foram encontradas no corpo de Bernardo. Para que o inquérito seja concluído, outros depoimentos ainda serão tomados e serão analisados laudos com resultados sobre o material colhido no corpo, na cova e nos automóveis.

Ultimo segundo



Imprimir

Dilma veta pela segunda vez novas regras para criação de municípios



A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente o projeto de lei aprovado no início do mês pelo Senado que definia critérios para criação, emancipação e fusão de municípios. A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira (27) do “Diário Oficial da União”.

A proposta havia sido elaborada após Dilma vetar integralmente, no ano passado, uma proposta semelhante, sob o argumento de que aumentaria as despesas públicas. Diante da ameaça de derrubada do veto pelo Congresso Nacional, a base aliada no Senado elaborou um novo texto, em acordo com o governo federal, tornando mais rigorosos os critérios para a emancipação de municípios.

Na justificativa do veto, dirigida ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a chefe do Executivo federal afirmou ter consultado o Ministério da Fazenda sobre os possíveis efeitos da nova legislação. De acordo com Dilma, a pasta apontou que, embora negociado entre o governo e os parlamentares, o texto aprovado pelos congressistas geraria despesas para custear a criação dos novos municípios, mas não condicionava as emancipações ao aumento de receitas.

“Ouvido, o Ministério da Fazenda manifestou-se pelo veto ao projeto de lei complementar pelas seguintes razões: Embora se reconheça o esforço de construção de um texto mais criterioso, a proposta não afasta o problema da responsabilidade fiscal na federação. Depreende-se que haverá aumento de despesas com as novas estruturas municipais sem que haja a correspondente geração de novas receitas”, informou a presidente. Com a decisão, o veto da presidente deverá ser analisado pelo Congresso em sessão conjunta da Câmara e do Senado. Os parlamentares poderão manter o veto ou derrubá-lo.

Correio do Estado

Imprimir

No Tocantins, filho de prefeito sofre tentativa de homicídio

 Tiro acertou a janela do motorista e saiu pelo vidro traseiro
 
O jovem Antônio Castilho Lopes, de 20 anos, filho do prefeito de São Miguel do Tocantins, Francisco de Sousa Lopes (PMDB), conhecido como Dino, foi vítima de uma tentativa de homicídio, no começo desta semana.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o fato ocorreu na noite da última segunda-feira, 25, no povoado Bela Vista. Antônio seguia de carro pela rua Brasil, no bairro Bananinha, quando foi surpreendido com um disparo de arma de fogo que atingiu a janela do lado do motorista e saiu pelo vidro traseiro. O motorista contou que não viu de onde partiu o disparo. Como não estava encostado no banco, a bala passou por trás da cabeça de Antônio. O jovem não ficou ferido. 

Segundo a polícia, a intenção do atirador era acertar o filho do prefeito de São Miguel. O carro do motorista foi periciado na manhã desta terça-feira, 26. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil (PC).

Redeto

Imprimir

Desafio do balde de gelo arrecadou US$ 94 milhões nos Estados Unidos

 

O Ice Bucket Challenge, traduzido no país para Desafio do Balde de Gelo, é um marco para as campanhas filantrópicas. Nos EUA, onde a “brincadeira” foi criada, a ALS Association arrecadou até esta quarta-feira US$ 94,3 milhões (cerca de R$ 212 milhões), sendo que 2,1 milhões de pessoas fizeram doações para a instituição pela primeira vez. Mas resta a pergunta: para onde vai todo esse dinheiro? O relatório financeiro do ano passado dá algumas pistas e indica gastos altos com a administração. Apenas a ex-presidente Jane H. Gilbert, que deixou o cargo em julho último, recebeu salários de US$ 339.475 em 2013, pouco mais de R$ 760 mil, ou R$ 63 mil mensais.

O orçamento total do ano passado foi de US$ 24,5 milhões, um quarto do valor arrecadado com a campanha iniciada no dia 29 de julho. O investimento em pesquisas sobre a esclerose lateral amiotrófica (ELA) foi alto: US$ 7,2 milhões, ou 28% do total, mas a área com mais recursos alocados foi a de Educação Pública e Profissional (campanhas na mídia, treinamento, lobby e produção de material de divulgação) com 32%, ou US$ 8,5 milhões.

— A ALS tem recebido uma grande quantidade de dinheiro, que vem com uma enorme responsabilidade — disse em comunicado Barbara Newhouse, atual presidente e diretora-executiva da associação. — Estamos comprometidos com a transparência e vamos comunicar regularmente aos nossos doadores, à mídia e ao público em geral, o progresso dos investimentos desses dólares em áreas que terão o impacto máximo na luta contra essa doença devastadora.

Por outro lado, o alto custo com manutenção também chama atenção. Segundo o relatório, os gastos administrativos foram de US$ 1,9 milhão (7% do total) e com arrecadação de fundos, de US$ 3,6 milhões, ou 14% do orçamento anual. Para serviços com pacientes e com a comunidade foram aplicados US$ 5,1 milhões (19%).No site Charity Navigator, que reúne informações sobre as instituições de caridade nos EUA, a ALS é bem avaliada, com 90,73 pontos em cem. A associação é considerada eficiente, já que de cada dólar recebido, aplica US$ 0,72 em ações beneficentes.

No Brasil, o Desafio do Balde de Gelo não gerou tantas divisas para as instituições envolvidas. A Associação Pró-Cura da ELA levantou até esta quarta-feira R$ 400 mil. Sandra Mota, presidente da entidade, explica que o dinheiro será totalmente revertido para a ajuda financeira dos cerca de 3 mil associados.

Criada no ano passado, a associação funciona como uma rede de solidariedade que envolve famílias e pacientes de ELA. Até então, todas as atividades eram custeadas pelo bolso da diretoria e a ajuda aos pacientes sem recursos para bancar o caro tratamento era feita com vaquinhas e doações dos próprios associados. A campanha, diz Sandra, obteve resultado acima do esperado, mas ela tem esperanças que a onda não passe e os doadores atraídos pelo desafio se tornem permanentes.

— O tratamento da ELA é muito caro. O custo mensal por paciente pode chegar R$ 30 mil e nem todos têm plano de saúde para reduzir os gastos — explica Sandra, cujo marido sofre com a doença há dez anos. — Os equipamentos são caros e o paciente não pode esperar a burocracia do sistema público de saúde por um respirador.

No Instituto Paulo Gontijo as doações foram menores: R$ 53 mil. Apesar disso, a diretora executiva da instituição, Silvia Tortorella, comemora o resultado e já faz planos para investir o dinheiro. Entre os projetos sustentados pela instituição, o fórum de pesquisas científicas, programado para novembro, deve ser o principal beneficiado.

— A ideia original era trazer dois palestrantes internacionais e acho que agora vamos conseguir — comemora Silvia.

Outro projeto que pode ser beneficiado pela verba captada pelo desafio do balde de gelo é a cartilha para o paciente, um manual que está sendo desenvolvido com todas as informações sobre a ELA. O livreto será distribuído gratuitamente, além de ter uma versão em PDF disponibilizada na internet.

— O mais legal é a repercussão. Tem muita gente ligando e estamos conseguindo algumas dezenas doadores fixos — diz Silvia. — Entre eles, conseguimos seis doadores internacionais. Estamos muito felizes com o resultado.

O Globo

Imprimir

'Há uma lenda de que eu sou contra transgênicos', diz Marina em entrevista

  A candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva, participa do "Jornal Nacional"

A ex-senadora Marina Silva, candidata à Presidência da República pelo PSB, afirmou em entrevista na noite desta quarta-feira (27) ao "Jornal Nacional" tratar-se de uma "lenda" a ideia de que ela é contra o uso de sementes transgênicas.

"Há uma lenda de que sou contra os transgênicos, mas isso não é verdade", disse. A afirmação foi feita em resposta a uma pergunta a respeito de seu vice, o deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS), que foi um dos principais articuladores da Medida Provisória que aprovou o cultivo de soja transgênica, no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, quando Marina era ministra do Meio Ambiente.

"Eu defendo um modelo de coexistência, em que existam áreas de transgênicos e áreas livres de transgênicos. No Congresso não passou a proposta da coexistência", disse a ambientalista.  

Beto Albuquerque mantém proximidade com representantes do agronegócio, rivais históricos de Marina, e defendeu a pesquisa com células-tronco em votações no Congresso, ao contrário da ex-senadora.

Questionada sobre se as divergências com o vice não colocam em xeque o discurso de "nova política", tão caro à Marina, a ex-senadora afirmou: "eu e Beto somos diferentes, e a nova política sabe trabalhar na adversidade e na diferença."

Em seguida, os apresentadores do telejornal voltaram a confrontar Marina sobre o discurso da nova política em contraposição à "velha política". William Bonner sugeriu que Marina usa dois pesos e duas medidas quando analisa as alianças políticas não programáticas de seus adversários e as suas.


"Você está trabalhando apenas com um lado da moeda", respondeu Marina, acrescentando que trabalhou ao lado de Beto em projetos ligados à questão ambiental. "Isso não tem nada a ver com a velha política. Eu marquei minha trajetória de vida trabalhando com os diferentes. Essa história de que a Marina é intransigente, que só trabalha com quem pensa igual, não é tão verdade assim", afirmou.

No início da entrevista, Marina foi indagada sobre o avião usado pela campanha do PSB e que caiu em Santos (72 km de São Paulo), provocando a morte de Eduardo Campos. Emprestada por usineiros à campanha, a aeronave foi comprada por meio de supostos laranjas. O empréstimo não foi declarado à Justiça Eleitoral até o momento.

Marina afirmou que "não tinha nenhuma informação quanto a qualquer ilegalidade referente à postura do proprietário do avião" e que o empréstimo seria feito até o fim do prazo legal estabelecido pela Justiça Eleitoral, em novembro.

A candidata disse ainda que aguarda uma investigação da Polícia Federal que apura se houve ilegalidade no uso do avião. "Nossa determinação é que essas investigações sejam feitas com todo rigor para que a sociedade tenha os esclarecimentos e não se cometa uma injustiça com a memória do Eduardo."

Marina também foi perguntada sobre o desempenho obtido no Acre, seu Estado natal e onde construiu boa parte de sua carreira na política, nas eleições de 2010. Ela terminou em terceiro lugar no Estado --a exemplo do que ocorreu no restante do país--, atrás de Dilma Rousseff (PT) e com a metade dos votos do primeiro colocado, o tucano José Serra.

A candidata do PSB relacionou o baixo desempenho no Acre em ter contrariado interesses das elites locais e não dispor de meios de comunicação ou pertencer a uma família tradicional. "Para ser político no Acre era preciso ser filho de ex-governador, tinha que ter um jornal, uma TV". E citou um provérbio: "É muito difícil ser profeta em sua própria terra". 

Marina Silva é a quinta entrevistada pelo Jornal Nacional. Antes dela, foram entrevistados Pastor Everaldo, no último dia 19; Dilma Rousseff, que foi entrevistada no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, no dia 18; Aécio Neves, no dia 11; e Campos no dia 12, véspera de sua morte.

 Uol

Imprimir
 
▲ Topo